Construtora JR & Garcia Construtora e Incorporadora. Conheça nossos empreendimentos

Modernização da Orla

Praia Grande espera remodelar a orla ainda neste ano.
Até o final do mês, a Prefeitura pretende lançar uma concorrência pública. Principais modificações serão nos quiosques

Apontada pelo Ministério do Turismo a quarta cidade mais visitada do País (atrás de São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis), Praia Grande já se prepara para a próxima temporada de verão. Até o final do mês, a Administração Municipal pretende lançar uma concorrência pública para a repaginação dos 22,5 quilômetros de orla.

A reforma prevê quiosques espaçosos e conjunto com estruturas inéditas nas praias do Litoral Paulista. O projeto será aplicado pouco mais de 25 anos após a primeira reforma no espaço público, responsável por impulsionar o turismo na Cidade.

O plano da municipalidade é reduzir pela metade – de 64 para 32 – o número de quiosques, e também criar áreas de multiuso para eventos e espaços para o lazer das crianças. A expectativa é que os trabalhos comecem em março, com até nove meses para ser finalizado.

De acordo com o subsecretário de projetos especiais, Fernando Félix de Paula, as obras vão modernizar a orla e trarão uma série de benefícios para os visitantes.

“A proposta é adequar a estrutura para melhor atender às necessidades dos comerciantes e dos frequentadores. Serão criados locais diferenciados, onde em alguns poderão ser realizados diversos tipos de eventos e outros que serão especialmente preparados para oferecer lazer às crianças”.

Termos

O prefeito Alberto Mourão (PSDB) explica que a empresa vencedora da licitação terá permissão para explorar os espaços comerciais pelo período de 20 anos. Em contrapartida, os empresários devem arcar com os custos da reforma, seguindo o projeto feito pela equipe técnica da Administração Municipal. “Evitamos assim gastar dinheiro próprio, investindo em áreas prioritárias, como Saúde e Educação”, afirma.

O prefeito sustenta ainda que os novos espaços estarão adaptados às regras de limpeza urbana e também de reciclagem. “Será exigida a criação de áreas refrigeradas para armazenar o lixo orgânico, evitando assim a proliferação de doenças e odor”, declarou.

A iniciativa privada vai arcar ainda com a construção de quiosques de apoio para a Guarda Civil Municipal, três espaços para escola de surfe, oito postos de salvamento e seis palcos múltiplo uso. Esse últimos vão substituir as Tendas Verão, que são armadas ao longo da orla na temporada. “Nos demais meses do ano, poderão ser usadas para outras finalidades”, diz Mourão.

Projeto

Serão criados quatro edifícios de múltiplo uso voltados para eventos. “Eles terão o mesmo tamanho e estrutura básica dos quiosques comerciais, como o bar e banheiros públicos, mas receberão apenas eventos, tanto públicos como privados. A construção, administração e agendamento serão de responsabilidade dos concessionários”, explica Félix de Paula.

Mourão sustenta que esses locais poderão receber cerimônias de casamento, aniversário ou exposição de produtos.

Já os seis espaços kids terão formato de um cupcake (bolo no copo), sendo equipados com brinquedos para o lazer das crianças. Ao redor de todo os espaços, serão edificadas praças e acesso à praia, com rampas de acessibilidade.

“Onde hoje existem quiosques que não são viáveis economicamente, no futuro será jardim”, afirma. Outra obrigação da iniciativa privada é financiar uma quantidade de carrinhos de praia padronizados para os atuais permissionários.

 

COMPARTILHE

Comentários

Os comentários estão desativados.